Um mergulho no caos e na imensidão do amor materno

o que estão falando sobre o livro

Da primeira à última página, você receberá um abraço
apertado, sentirá um cheirinho de café quente recém coado, e experimentará sabores que você sempre provou, mas
nunca imaginou que alguém fosse compartilhá-los.
As frustrações específicas de uma mãe jovem que lutava
para descobrir sozinha sua própria definição de mãe, a uma mãe madura que não se encaixa em conceitos impostos. Nas próximas páginas você encontrará as palavras mais
honestas e genuínas sobre o amor materno.

Carol Arruda, mãe do Miguel, psicóloga e autora do Infância e maternagem

“... Existe uma certa mágica quando a palavra certa chega ao coração de quem mesmo sem saber, tem sede de ouvir. Existe uma certa mágica quando um texto chega de mansinho, sem pretensão, e te coloca no colo. Derruba lágrimas, enxuga outras. Existe uma certa mágica quando experiências são compartilhadas de forma viva, crua, real. Existe uma certa mágica quando se recebe abraços ao folhar de páginas.Existe uma certa mágica em transformar sentimentos em palavras e usá-las por um bem maior. Existe uma certa mágica na escrita da Ananda, existe uma certa mágica nesse livro...”

Rafaela Carvalho, mãe de 4 e autora do A Maternidade

“A gente escuta dom.
Nossa a Ananda tem o dom de escrever! Mas eu defino não só como dom, mas também como doação.
Sim, veja bem, uma mãe que doa o seu coração em forma de palavras para poder acolher e esquentar o coração de outras milhares de mães! Doação sim! Doação de toda a sua essência em um mundo que não valoriza o pensar e o sentir mas o ter e o usar.
Dom e doação em medidas bem similares para chegar nessa mistura perfeita!
Ela tem o dom, ela doa, ela acredita!
Esse livro não é somente um livro sobre maternidade, mas sim uma grande e verdadeira prova de amor dela para cada uma de nós.”

Thaís Vilarinho, autora do livro Mãe fora da caixa

apoio